Lucas e Diogo

Informações do CD:

Artista / Banda: Lucas e Diogo
Gênero: Sertanejo
Lançamento: 2015
Tamanho: 2.94 MB
Qualidade: 320 Kbps
Formato: Mp3

Escolha um Servidor abaixo para Download:

Servidor: Mega (Baixar)

Resumo: Lucas e Diogo Part. Tribo da Periferia – Ela tá virada (2016), Download Lucas e Diogo Part. Tribo da Periferia – Ela tá virada (2016), Baixar Lucas e Diogo Part. Tribo da Periferia – Ela tá virada (2016).

Letra da Música:

Ela tá virada, mais uma vez de rolê na quebrada
Jeito de quem aprontou na madrugada
Beijou ninguém mas tá toda beijada
Cheia de ódio mas toda apaixonada
Se sente bem, não mal acompanhada
Não quer ninguém, não liga mais pra nada
Procura alguém pra enxugar suas lágrimas
Olhos cansados, mas pedindo mais

Até se fere mas ela prefere ver, sabe que vai sofrer e prefere se arrepender
Mais fácil se esconder do que expor teu coração, não livra da saudade mas espanta a solidão
copo de uísque, mente vingativa, tanta rebeldia deixa ela ainda mais linda
E outra vez já era dia e o sol brilha e convida pra noite, se aproxima a sensação proibida de ontem

Então cola no barraco, fica até mais tarde, esquece da vida mas não esquece a vaidade
nunca foi a mesma depois que conheceu a rua, viu a noite de perto, seus prazeres, suas loucuras

Ela tá virada, mais uma vez de rolê na quebrada
Jeito de quem aprontou na madrugada
Beijou ninguém mas tá toda beijada
Cheia de ódio mas toda apaixonada
Se Sente bem, não mal acompanhada
Não quer ninguém, não liga mais pra nada
Procura alguém pra enxugar suas lágrimas
Olhos cansados mas pedindo mais

Longe de casa a mais de uma semana, de giro com as amigas mil consciência insana
Não é procura de fama,é tipo fugir da tristeza, joga o pranto na lama esquece os sonhos de princesa e vai
Sai pra rua, mente seminua, prepara a madruga que hoje a vida é um rolê
receita pra esquecer
a dor e o desprazer,
antes de mostrar que gosta, ame primeiro você

Então cola no barraco, fica até mais tarde, esquece da vida mas não esquece a vaidade
nunca foi a mesma depois que conheceu a rua, viu a noite de perto seus prazeres, suas loucuras

Ela tá virada, mais uma vez de rolê na quebrada
Jeito de quem aprontou na madrugada
Beijou ninguém mas tá toda beijada
Cheia de ódio mas toda apaixonada
Se Sente bem, não mal acompanhada
Não quer ninguém não liga mais pra nada
Procura alguém pra enxugar suas lágrimas
Olhos cansados mas pedindo mais