Efeitos Do Longe

Informações do CD:

Artista / Banda: Efeitos Do Longe
Gênero: Hip Hop
Lançamento: 2015
Tamanho: 4,43 MB
Qualidade: 320 Kbps
Formato: Mp3

Escolha um Servidor abaixo para Download:

Letra da Música:

I love you quebrada beach, sol na brasilit
Aí ferve
Faltou à praia, mas nós frita aqui na kit
Manhã de quinta-feira ontem foi fogo na suíte
Aproveitar essas dona louca
Que hoje o rolê é o seguinte “fí”

Acho que eu preciso é de um banho de cachoeira
Ficar longe da guerra e do computador
Acho que eu preciso mesmo é ficar de bobeira
Parar de ouvir besteira, de dublê de falador
Acho que eu preciso é de um banho de cachoeira
Ficar longe da guerra e do computador
Acho que eu preciso mesmo é ficar de bobeira
Parar de ouvir asneira, de dublê de falador

Alma pura mente sã, sofrer só amanhã
Que hoje é de pulmão platina, in nature, blunt maça
Sem lei de sadan
Lembrei foi das antigas dos carrinhos de rolimã
Das pipas, porra as marimbas
O lugar maloqueiro, não, sou o primeiro jamais
Nem sou direito, mas elas gosta é do frevo em pai
Eu vim de um lugar bem louco onde paz
Respeito é pouco
Mas foi lá que fiz o meu berço e acredito
Um dia novo por nada
Bom dia quebrada!
Toda madrugada, vivo serenata
Solidão em falta, luz e mesa farta
Saúde pra nata, faltou nada

Acho que eu preciso é de um banho de cachoeira
Ficar longe da guerra e do computador
Acho que eu preciso mesmo é ficar de bobeira
Parar de ouvir besteira, de dublê de falador
Acho que eu preciso é de um banho de cachoeira
Ficar longe da guerra e do computador
Acho que eu preciso mesmo é ficar de bobeira
Parar de ouvir asneira, de dublê de falador

Mas o “bagui” tá doido, essas mina sem roupa
Dizem que o calor deixa as pessoas mais louca
A ponto de misturar narguilé com beijo na boca
Dizem que o calor deixa as pessoas mais solta
Imagina dois moleque e três mina no rush
Não tem piscina, mais nós é firma e curte no doze
Se nos bola um beck
Enquanto elas pra selfie faz na pose
Assim nós se diverte ontem diferente de hoje
Vivendo com prazer
Boa tarde quebrada!
Daqui a pouco o sol se põe, “cê” sabe é nada
Só fugir dos concreto, falsos castelos de prata
Foda-se os que tentam contra
E os que não somam em nada

Acho que eu preciso é de um banho de cachoeira
Ficar longe da guerra e do computador
Acho que eu preciso mesmo é ficar de bobeira
Parar de ouvir besteira, de dublê de falador
Acho que eu preciso é de um banho de cachoeira
Ficar longe da guerra e do computador
Acho que eu preciso mesmo é ficar de bobeira
Parar de ouvir asneira, de dublê de falador